Sábado, 25 de Julho de 2009

Newsletter_24-Inauguração Nova Loja na Praia da Vagueira

 

Na praia da Vagueira

 

                       

                        Imobiliária Salpetra inaugura novo espaço

 

 

A Salpetra deu a conhecer ontem, aos clientes, parceiros e público em geral, a sua segunda loja, na Praia da Vagueira. O evento serviu ainda para assinalar o 1.º aniversário da empresa no mercado

 

 

            Dar a conhecer a sua segunda loja, bem como assinalar o primeiro ano de actividade no mercado imobiliário, foi o mote para o evento promovido ontem, pela Salpetra e que decorreu no seu mais recente espaço, na Praia da Vagueira.

            Entre parceiros estratégicos de trabalho (bancos, conservatórias, promotores imobiliários), clientes, amigos, comunicação social e público em geral, a inauguração decorreu em ambiente descontraído e de alegre convívio. A localização desta nova loja, deve-se ao facto de, segundo Carlos Ramos, sócio-gerente da imobiliária, “a praia da Vagueira representar actualmente um mercado em expansão, onde existe bastante construção. A procura por uma segunda habitação, que responda à pretensão de adquirir um imóvel na praia, é feita em grande parte por espanhóis. Contudo existem também muitos clientes do distrito e não só, a comprarem aqui”.

            Esta imobiliária surgiu no mercado, em Maio de 2008, um pouco timidamente, mas em pouco tempo quebrou barreiras, pautando o seu trabalho pelo sentido de responsabilidade, carácter e acima de tudo, pela transparência. Tirando um forte partido do recurso às novas tecnologias, a Salpetra desenvolveu a sua página na Internet de base, permitindo uma navegação intuitiva e com informações actualizadas, relacionadas com o ramo imobiliário e com o crédito à habitação. Cientes do peso que a comunicação virtual possui actualmente, a Salpetra marca presença em cerca de vinte portais imobiliários distintos.

            É ainda uma empresa com um sentido de responsabilidade social vinculado. Interage com os diversos estabelecimentos de ensino, disponibilizando estágios profissionais; apoia a secção de Futsal do Grupo Desportivo da Gafanha e prepara-se para aceitar o desafio de apoiar a secção de Basquetebol do mesmo clube.

            Investindo em cores fortes (verde e vermelho), como imagem de marca, a Salpetra faz uso da vida que emana destas cores, aplicando-a no contexto profissional. Nesse sentido, investe na formação permanente e na constante actualização de conhecimentos.

            Para mais informações pode aceder a www.salpetra.pt, dirigir-se à Salpetra na Gafanha da Nazaré, na avenida José Estêvão, n.º 430-B ou na Praia da Vagueira, na Rua Padre Ferro/Rua do Governador, lote 594.

publicado por salpetra às 16:36
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Julho de 2009

Newsletter_23-Sabia que os seguros de vida associados ao crédito habitação têm agora mais direitos?

 

Há novos deveres de informação por parte dos bancos a quem queira associar um seguro de vida a um crédito habitação.


O novo decreto-lei visa contribuir para o “exercício efectivo da  liberdade de contratar, na fase pré-contratual”, assegurando-se que os consumidores sejam devidamente informados. E o que têm os portugueses que dar conta: não só da possibilidade de associar seguros de vida de que já disponham ao crédito à habitação, mas também da sua liberdade para celebrarem contratos de seguro de vida com o segurador da sua preferência, em detrimento do sugerido pela instituição de crédito.

Além disso, os consumidores têm liberdade para, mais tarde, transferir o crédito para outra instituição de crédito com manutenção do seguro de vida, ou, inversamente, substituir o seguro por um outro contrato com manutenção do crédito à habitação.

 

«Assim, o diploma estabelece o conteúdo mínimo das propostas de contratos de seguro de vida quando as instituições de crédito façam depender a celebração do contrato de crédito à habitação da celebração de um contrato de seguro de vida ou ainda quando aquelas pretendam propor aos interessados a contratação, ainda que facultativa, de um seguro de vida», refere o comunicado do Conselho de Ministros.

A mesma medida prevê que o referido conteúdo mínimo da proposta contratual de um seguro de vida estabeleça a ligação entre os contratos de seguro de vida e de crédito à habitação, contemplando a «actualização automática do valor do capital seguro», a par com a evolução do montante em dívida à instituição de crédito. Sem, com isto, que haja prejuízo da salvaguarda da liberdade de os consumidores optarem por uma solução distinta.

 

No mesmo sentido, o diploma confere aos consumidores que já disponham de um ou mais contratos de seguro de vida a possibilidade de os associarem ao crédito à habitação, desde que contemplem as coberturas adequadas e os respectivos capitais seguros tenham, no seu conjunto, um valor igual ou superior ao do montante do empréstimo.

Assim, não há necessidade de subscreverem, para o efeito, novos seguros de vida, tendo em conta os custos acrescidos que estes poderiam acarretar.
«Por fim, o Decreto-Lei estabelece que, havendo união entre os
dois contratos, a invalidade do contrato de crédito à habitação afecta a validade do contrato de crédito de seguro de vida que lhe está associado», conclui o comunicado do Conselho de Ministros.

 

www.salpetra.pt

(in IMMO-CASA.EU)

 

publicado por salpetra às 16:32
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Newsletter_22-Vai de Férias? Já sabe onde ficar? Em que condições?

 

Antes de gozar férias, muita coisa há a programar, como saber para onde ir, o que visitar, o que comprar, etc. Contudo, há uma questão à qual tem de ser dada resposta: “Onde ficar?”.


Arrendar um espaço para passar uma temporada de férias pode não ser tão simples como parece. A oferta é variada e as mensagens/imagens atractivas abundam na internet e nos anúncios publicados, mas, em grande parte dos casos, aquelas estão longe da realidade.

 

O arrendamento para férias continua a ser uma boa opção, desde que estejamos atentos ao cumprimento dos nosso direitos, pois os senhorios, mesmo quando não exista um contrato escrito, têm obrigações que devem cumprir, tais como a disponibilidade do espaço arrendado na data acordada, a limpeza dos mesmo e o cumprimento de todas as condições anunciadas.

 

Para que as suas férias não sejam marcadas por surpresas desagradáveis tenha em consideração:

* sempre que possível visite o espaço pretendido antes de o arrendar;

* Tente obter referências do local através de familiares ou amigos;

* Peça confirmação de reserva por escrito, com indicação das datas de entrada e saída, bem como dos valores a pagar;

* Solicite recibo dos montantes liquidados, mesmo daqueles que o sejam a titulo de caução para acautelar eventuais prejuízos no espaço arrendado.

 

Se após uma longa viagem a casa arrendada não corresponder ao anunciado a solução passa por reclamar imediatamente junto do proprietário/senhorio, bem como exigir uma residência alternativa. Não sendo possível deve solicitar-se a devolução dos montantes pagos e, caso se justifique, exigir o pagamento de uma indemnização por se ter ficado impedido de iniciar as férias na data programada ou por estas terem sido prejudicadas.

 

Para resolução de conflitos a reclamação fica reduzida aos Julgados de Paz, quando existam na zona, ou aos Tribunais. A situação será diferente se o arrendamento for feito em empreendimento turístico, onde para além de recorrer aos locais anteriormente indiciados poderá igualmente apresentar a sua reclamação junto dos Centros de Arbitragem de Conflitos de Consumo e da Direcção-Geral do Turismo.

www.salpetra.pt

(in Diário de Aveiro| DECO-Coimbra)

 

publicado por salpetra às 16:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. VISITE SEM MARCAR!

. Newsletter_45 - Como aliv...

. Newslwtter_44 - Tenho de ...

. Newsletter_43 - Vai vende...

. Newsletter_42 - O que é u...

. Newsletter_41 - Sabe o qu...

. Newsletter_40 - Quais as ...

. Newsletter_39 - O que pos...

. Newsletter_38 - Mas afina...

. Newsletter_36-Sabe o que ...

.arquivos

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds